Mercado

Preço futuro do boi gordo, contratos até dezembro, dados de julho (11)

O preço futuro do boi gordo, com exceção do contrato para vencimento em dezembro, segue abaixo da cotação no mercado físico em julho (11).

O fato é que, além de cotado abaixo do mercado físico, o preço esperado do boi gordo, em especial o contrato para vencimento em outubro, ficou ainda mais distante do preço atual do animal pronto para o abate no mercado, como revelam os dados da primeira Figura.

Vale lembrar que o Farmnews atualiza, diariamente, os dados do mercado futuro do boi gordo (clique aqui).

A Figura abaixo apresenta dados do preço do boi gordo (Cepea) e dos contratos futuros, entre julho e dezembro de 2023, em Reais por arroba, no dia 11 de julho.

preço futuro do boi gordo
Fonte: Dados da B3 e Cepea (adptado por Farmnews)

O preço futuro do boi gordo, para os contratos entre julho e novembro, encerrou o dia 11 de julho abaixo do valor praticado no mercado físico.

O contrato para vencimento em outubro de 2023 (BGIV23), por exemplo, encerrou o dia 11 de julho cotado a R$249,5 por arroba, o menor valor em quase um mês, quando em junho, 13, foi cotado a R$248,7 por arroba (segunda Figura). E além de mais baixo que o valor observado no mercado físico, a distância entre o preço esperado e o atual do macho pronto para o abate aumentou, com o preço do boi gordo (Cepea) cotado a R$7,7 acima do preço esperado para outubro de 2023.

A Figura ilustra a evolução diária do preço do boi gordo no mercado físico (Cepea) e futuro, contrato para vencimento em outubro de 2023 (BGIV23), avaliado em Reais por arroba.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Participe do nosso Grupo no WhatsApp
preço futuro do boi gordo
Fonte: Dados da B3 e do Cepea (adaptado por Farmnews)

O fato é que o preço do boi gordo no mercado físico iniciou o mês de julho com cotações mais estáveis, ao contrário do mercado futuro do boi gordo que acumulou perda na parcial do mês em relação ao valor que encerrou maio. O preço do boi gordo no mercado físico (Cepea), entre o final de maio e o dia 11 de maio, acumulou alta de 1,2%, enquanto o contrato para vencimento em outubro, por exemplo, caiu 5,6% no período.

Como temos destacado no Farmnews, o segundo semestre segue com uma expectativa mais otimista de preço, embora sem exageros. Contudo, os dados parciais de julho revelaram um ritmo de venda de carne bovina brasileira no mercado internacional menor, o que contribuiu para uma maior insegurança com relação ao futuro. O Farmnews apresentou os dados preliminares da exportação de carne bovina do Brasil na parcial de julho de 2023, média diária até o dia 10. Clique aqui e confira!

O importante é observar os fundamentos do mercado, uma vez que distorções pontuais são comuns e não necessariamente anulam a perspectiva de preço melhor para o segundo semestre do ano. Essa é a visão atual do Farmnews.

O Farmnews apresentou também os dados de compra dos principais países importadores de carne bovina do Brasil no 1° semestre de 2023. Clique aqui e confira!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Ivan Formigoni

Zootecnista, Fundador do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo