Mercado

Preço futuro do boi gordo inicia setembro em alta

O preço futuro do boi gordo voltou a acumular ganho e a retomar o patamar de R$200,0 por arroba para outubro.

Isso porque ao longo de todo o pregão o mercado subiu, encerrando o primeiro dia de setembro cotado a R$201,0 por arroba para outubro de 2023. É fato que no final do dia o preço perdeu força, já que chegou a ser negociado acima de R$203,0 por arroba.

É sempre importante lembrar que o Farmnews apresenta os dados dos preços para os vencimentos em aberto, ente agosto de 2023 e maio de 2024. Clique aqui e confira!

O fato é que embora o mercado físico siga pressionado (clique aqui), é importante também projetar o cenário de oferta e demanda nos meses à frente, ou seja, avaliar a perspectiva para outubro, por exemplo, quando é esperado uma condição de mercado mais favoráveis ao pecuarista, pelo menos essa é a expectativa do Farmnews como temos comentado.

A Figura ilustra a evolução do preço do boi gordo no mercado futuro (B3), contrato para vencimento em outubro de 2023 (BGIV23), em Reais por arroba.

preço futuro do boi gordo
Fonte: Dados da B3 (adaptado por Farmnews)

O preço futuro do boi gordo para outubro de 2023 foi cotado a R$201,0 por arroba no primeiro dia de setembro, recuperando o patamar após 4 dias seguidos abaixo de R$200,0 por arroba.

O mês de agosto ficou para trás e deixou forte consequência negativa para o produtor e o setor como um todo. Para ter uma ideia da força da queda, apenas em agosto o preço desabou mais de R$45,0 por arroba, ou seja, mais da metade da queda acumulada no ano até o momento (clique aqui).

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Olhando para frente, a oferta de animais para o abate tende a começar a diminuir, como tradicionalmente ocorre nos meses finais do ano. Veja que a taxa de abate de fêmeas cai sensivelmente no último trimestre do ano, período reprodutivo. Clique aqui e confira os dados da taxa de abate de fêmeas!

No caso da demanda, o consumo doméstico deve apresentar alguma recuperação nos próximos meses. O preço da carne bovina (clique aqui) não ajuda, mas o contexto que cerca as festividades de fim de ano ajudam a aquecer o mercado interno.

Claro, não acreditamos em alta significativa, pois o ciclo pecuário (clique aqui) permanece de baixa e embora a exportação esteja fazendo a sua parte quando o assunto é o ritmo de embarques, o consumo interno deve demorar mais para reagir.

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Ivan Formigoni

Zootecnista, Fundador do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo